Notícias

Aumento do ICMS "é uma vergonha para os gaúchos", afirma Janta

O vereador comentou na tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre o resultado da votação, ocorrida na noite de ontem, no plenário da Assembleia Legislativa do Estado.

Aumento do ICMS
O vereador comentou na tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre o resultado da votação, ocorrida na noite de ontem, no plenário da Assembleia Legislativa do Estado.

O vereador Clàudio Janta, líder do Solidariedade no Estado, comentou na tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre o resultado da votação que reajustou a alíquota de ICMS, que classificou como "uma vergonha para o Rio Grande do Sul". O vereador criticou a decisão do governo de aumentar os impostos e alertou que o impacto para os gaúchos será muito maior que o propagandeado pelo governo, que falava em 1% de elevação da alíquota básica (de 17% para 18%), enquanto as alíquotas sobre energia elétrica, álcool, gasolina e telefonia fixa e móvel subirão de 25% para 30%.

O que vemos é que o governo segue sacrificando o seu povo em vez de diminuir CCs e secretarias no seu pacote. Tivemos deputados que honraram seu compromisso, tanto que o governador se prestou ao papel de exonerar dois secretários para não perder a votação no plenário, revelando a podridão da política" criticou o vereador.

Janta ainda sugeriu que seja divulgada pelo Estado uma listagem das empresas que possuem dívidas junto ao Estado e que seja realizada uma ação de cobrança do IPVA de veículos em situação irregular.

A política do governo tem sido a de sacrificar quem menos ganha, porque seus amigos, empresários continuam devendo. Por que não larga na imprensa lista dos credores do ICMS e inicia uma campanha para a população não comprar de quem deve?" cobrou na tribuna.

A utilização do efetivo da Brigada Militar no Estado também foi criticada pelo vereador, que lamentou o cerco realizado nos entornos da Assembleia Legislativa e os episódios de violência dos confrontos entre os policiais e servidores públicos.

Comentários