Notícias

Clàudio Janta integra CPI da Procempa

A reunião de instalação da CPI da Procempa aconteceu nesta quarta-feira (11/9), na Câmara Municipal de Porto Alegre, com a apresentação de requerimentos dos vereadores integrantes e já com a definição das primeiras atividades da comissão. Na próxima sexta-feira (13/9) os vereadores farão uma visita à empresa de processamento de dados. O primeiro depoente deve ser o atual presidente da companhia, Maurício Gomes da Cunha, já na próxima quarta-feira (18/9).

CPI da Procempa
A reunião de instalação da CPI da Procempa aconteceu nesta quarta-feira (11/9), na Câmara Municipal de Porto Alegre, com a apresentação de requerimentos dos vereadores integrantes e já com a definição das primeiras atividades da comissão. Na próxima sexta-feira (13/9) os vereadores farão uma visita à empresa de processamento de dados. O primeiro depoente deve ser o atual presidente da companhia, Maurício Gomes da Cunha, já na próxima quarta-feira (18/9).

O vereador Clàudio Janta apresentou requerimentos de quebra do sigilo eletrônico de todos os envolvidos nas investigações e sugeriu a solicitação de comparecimento de Gilmar Vivian, dono do restaurante da Procempa; Ayrton Gomes Fernandes, Gerente Financeiro da companhia e Paulo Majolo, Supervisor de Contabilidade.

Também foram solicitadas por Janta a relação de todos os ocupantes de cargos em comissão (CCs) e cargos do Conselho dos últimos cinco anos, cópias dos contratos do restaurante e das empresas mencionadas no Relatório de Sindicância da Prefeitura para a Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Sul, bem como dos processos de contratação e comprovantes de pagamento de empresas vinculadas à Procempa, que devem ser visitadas in loco conforme requerimento do vereador. Ele também oficializou durante a reunião o pedido para que haja transmissão ao vivo das reuniões através da TV Câmara.

É de fundamental importância que a população tenha pleno acesso às reuniões que serão promovidas aqui no Legislativo devido à relevância do tema. Vamos requerer também junto à presidência da Câmara que não haja atividades paralelas nos horários das CPIs" afirmou Janta.

A CPI, que conta com o vereador Mauro Pinheiro (PT) na presidência dos trabalhos, elegeu como vice-presidente o vereador Bernardino Vendruscolo (PSD) e, como relator, o vereador Nereu D'Ávila (PDT), após manifestação de Janta enquanto líder da bancada pedetista. Integram ainda a CPI os vereadores Mônica Leal (PP), Lourdes Sprenger (PMDB), Fernanda Melchionna (PSOL), Reginaldo Pujol (DEM), Any Ortiz (PPS), Mario Manfro (PSDB), Elizandro Sabino (PTB) e Airto Ferronato (PSB).

O requerimento de abertura da CPI apresenta 25 pontos de investigação, entre eles "dispensas indevidas de licitação, contratação irregular de cargos em comissão (CCs), gastos excessivos em assistência médica e indícios de lesão ao erário e/ou enriquecimento ilícito". A comissão tem prazo de funcionamento de 120 dias, prorrogáveis por mais 60 dias, para conclusão dos trabalhos e apresentação do relatório. As reuniões ocorrerão às quartas-feiras pela manhã, previstos encontros extraordinários à noite.

Comentários