#Atendimento24h

Clàudio Janta mobiliza vereadores para aprovação dos Postos de Saúde 24h

Autor da proposta de emenda à Lei Orgânica, o vereador Clàudio Janta solicitou o apoio dos parlamentares durante a discussão do projeto nas sessões de pauta. A matéria já está apta para ser apreciada pelo plenário, necessitando de, pelo menos, dois terços dos votos para ser aprovada.

Todos pelos Postos de Saúde 24h!
Autor da proposta de emenda à Lei Orgânica, o vereador Clàudio Janta solicitou o apoio dos parlamentares durante a discussão do projeto nas sessões de pauta. A matéria já está apta para ser apreciada pelo plenário, necessitando de, pelo menos, dois terços dos votos para ser aprovada.

O projeto de emenda à Lei Orgânica que determina a abertura dos Postos de Saúde 24 horas, de autoria do vereador Clàudio Janta, do Solidariedade, encerrou o período em discussão de pauta na última segunda-feira (6/6), na Câmara Municipal de Porto Alegre. Na tribuna, o sindicalista e vereador relembrou que a proposta teve origem a partir de um abaixo-assinado, com cerca de 100 mil assinaturas, reivindicando a ampliação do atendimento nas Unidades Básicas de Saúde.

Podemos dar a população de Porto Alegre o direito de ter acesso à Saúde, porque hoje ela funciona em horário bancário, com Postos de Saúde que fecham as portas às 17h. Ano após ano, garantimos os recursos necessários para viabilizar o projeto contido nesta emenda, que é uma emenda popular, construída pelas mãos de 100 mil porto-alegrenses" defendeu.

A alteração à Lei Orgânica, proposta pelo projeto, será promulgada pela Câmara Municipal, estabelecendo o dever do Município de garantir o acesso universal às ações e serviços de saúde em suas Unidades Básicas, Unidades de Pronto-Atendimento, Centros de Atendimento e Hospitais que prestam serviço médico hospitalar durante as vinte e quatro horas do dia, em todos os dias da semana. A principal mudança deve ocorrer no horário de atendimento dos Postos de Saúde, que hoje funcionam, em sua maioria, apenas durante o horário comercial.

A partir de agora, a matéria está habilitada para ser votada em plenário. Para ser aprovada, a emenda de alteração à Lei Orgânica necessita de, pelo menos, dois terços dos votos dos vereadores.

Comentários