Notícias

Críticos do governo não são as elites, afirma Janta

Na primeira sessão legislativa após o 1º de maio, Clàudio Janta reforçou insatisfação da classe trabalhadora com o governo federal. O sindicalista e vereador de Porto Alegre rebateu a afirmação do ex-presidente Lula que, nas comemorações do Dia do Trabalhador, culpou "elites" e a imprensa por críticas ao governo.

Crítica ao governo
Na primeira sessão legislativa após o 1º de maio, Clàudio Janta reforçou insatisfação da classe trabalhadora com o governo federal. O sindicalista e vereador de Porto Alegre rebateu a afirmação do ex-presidente Lula que, nas comemorações do Dia do Trabalhador, culpou "elites" e a imprensa por críticas ao governo.

"A vida está fácil para algum trabalhador brasileiro?", iniciou o vereador Clàudio Janta, em sua manifestação na tribuna durante a primeira sessão legislativa da Câmara Municipal de Porto Alegre após o 1º de maio. O sindicalista e líder do Solidariedade no Legislativo Municipal afirmou que as principais críticas ao governo federal vêm dos trabalhadores, sobretudo pelas altas tributações.

Até onde sabemos, os principais críticos do governo federal não são as elites. Quem critica é o trabalhador que é taxado absurdamente com impostos, penalizado com alta sobre serviços decorrente da ineficiência de gestão do próprio governo" exemplificou.

O sindicalista e vereador mencionou ainda a falta de compromisso do atual governo com os aposentados, que permanecem sem ganhos significativos e o Imposto de Renda, sem grandes alterações na tabela, que segue confiscando uma fatia importante da renda do trabalhador.

Durante as comemorações do último 1º de maio, Dia do Trabalhador, o ex-presidente Lula culpou "a elite brasileira" pelas críticas existentes ao governo. Lula destacou ainda as críticas ao PT teriam origem num "preconceito arraigado na mente de uma elite que não muda".

Essa é a elite que critica o governo? Se é, então sim, somos a elite e estamos fartos" concluiu Janta.

Comentários