#Atendimento24h

Janta defende emendas ao PPA

O vereador cobrou na tribuna explicações da Prefeitura Municipal sobre orientação emitida aos vereadores para a rejeição de todas as emendas propostas pelo Legislativo. Relatoria da Comissão de Economia e Finanças, Orçamento e do Mercosul (Cefor) da Câmara de Vereadores já havia emitido parecer acatando 26 das 67 emendas propostas pelos vereadores.

Plano Plurianual
O vereador cobrou na tribuna explicações da Prefeitura Municipal sobre orientação emitida aos vereadores para a rejeição de todas as emendas propostas pelo Legislativo. Relatoria da Comissão de Economia e Finanças, Orçamento e do Mercosul (Cefor) da Câmara de Vereadores já havia emitido parecer acatando 26 das 67 emendas propostas pelos vereadores.

No Grande Expediente desta segunda-feira (5/8), antecedendo a discussão do Plano Plurianual (PPA), que entrou na pauta de votações da Câmara de Vereadores de Porto Alegre nesta semana, o vereador Clàudio Janta questionou e cobrou explicações do poder Executivo sobre orientação emitida aos vereadores. O documento sugere a aprovação do PPA com a derrubada da totalidade das emendas apresentadas pela Câmara de Vereadores.

O vereador Clàudio Janta reforçou o papel do Legislativo em auxiliar da destinação dos recursos do município através das emendas e condenou a orientação:

É papel dos vereadores apresentar emendas. Querem que votemos contra, inclusive, as aprovadas pela relatoria, como a que destina R$ 14 milhões para os Postos de Saúde 24h. Assim como apoiamos as boas práticas do governo, vamos combater atitudes como esta afirmou Janta, na tribuna.

Durante o período de discussão da pauta, o vereador, que teve emenda aprovada na área da Saúde, propôs que aplicação se dê com recursos predestinados a obras da Copa que, para as quais, conforme o PPA, recursos do Município devem ser destinados até 2017.

Enxugar Secretarias

Em crítica à restrição dos recursos sugeridos pelo Legislativo, o vereador Clàudio Janta questionou a manutenção dos 917 cargos em comissão na Prefeitura de Porto Alegre e sugeriu a redução das 28 secretarias municipais pela metade.

São quase mil CCs na Prefeitura de Porto Alegre. Se não tem dinheiro, tem que cortar declarou.

Um documento com a sugestão foi protocolado e enviado pelo gabinete do vereador à Prefeitura.

Comentários