Notícias

Janta defende nomeação dos aprovados em concurso para a Saúde em Porto Alegre

O vereador Clàudio Janta participou da reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam), da Câmara Municipal, onde defendeu a imediata nomeação dos aprovados no concurso público 470/2011.

Nomeações na Saúde
O vereador Clàudio Janta participou da reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam), da Câmara Municipal, onde defendeu a imediata nomeação dos aprovados no concurso público 470/2011.

A efetiva nomeação dos técnicos de enfermagem já aprovados no concurso público 470 da Prefeitura, em atenção à saúde básica das famílias porto-alegrenses que necessitam de imediato atendimento médico especializado, a constante busca por melhores condições na rede pública hospitalar e a humanização dos trabalhadores do setor foram alguns dos temas tratados durante reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Porto Alegre realizada na manhã desta terça-feira (31/3) no Auditório Ana Terra.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 2.951 concursados foram aprovados no processo seletivo, sendo que apenas 435 foram convocados e devidamente nomeados pelo governo municipal para exercer suas funções. Desse total, 379 candidatos foram chamados pela listagem geral, 49 estão nas vagas destinadas aos afro-descendentes e sete pertencem à listagem CPC (pessoas com deficiência e necessidades especiais).

O vereador Clàudio Janta defendeu a nomeação dos Técnicos de Enfermagem e destacou que uma das grandes deficiências da Saúde em Porto Alegre é a falta de servidores.

Há quanto tempo não abre um leito em Porto Alegre? Prédio para construir é "barbada", para servir às pessoas é que é difícil, para isso precisamos de gente. É um absurdo que se terceirize esse atendimento. Não fazem isso com médicos e enfermeiros, portanto a Prefeitura deve sim chamar os técnicos de enfermagem aprovados no concurso, em nome da Saúde Pública de Porto Alegre e, principalmente, da população" afirmou.

A pauta da reunião teve como principal debate, além da importância do governo validar com urgência o concurso, vigente somente até o dia 13/1/16, pressionar o Executivo a suprir as carências e necessidades emergenciais dos hospitais da Capital com o rápido encaminhamento ao Legislativo do projeto de Lei (finalizado em setembro de 2014 pela SMS), que visa transformar 50 cargos de auxiliar técnico em técnico de enfermagem. As novas vagas seriam então provenientes dos aprovados no concurso 470.

Nomeações

De acordo com o secretário-adjunto de Saúde, Jorge Cuty, dos 435 aprovados nomeados, 17 funcionários ainda seguem em processo de ingresso. “Estamos aguardando a criação destes 50 cargos que deverão passar ainda pela aprovação do trâmite legal do Executivo. Ao todo teremos então 67 novos servidores”, informou.

Já para o secretário municipal de Administração, Elói Guimarães, não há divergências na área da saúde. “A grande questão são os recursos para a área. Há dificuldades, mas o Município vem cumprindo seu papel. Quem derruba a CPMF para atingir o SUS são os planos de saúde”, apontou.

Para finalizar, o secretário Jorge Cuty se comprometeu a conversar com o vice-prefeito, Sebastião Melo, ainda na tarde desta terça-feira, para liberar e orientar o encaminhamento do projeto de lei de criação dos 50 cargos. Cuty prometeu também que as vagas da Operação de Inverno serão destinadas ao chamamento dos concursados do edital 470. “Definimos na última semana que o Projeto de Inverno 2015 será efetivado com os concursados, e não será mais terceirizado, como nos anos anteriores.”

Com informações CMPA

Comentários