Notícias

Janta pede corte de gastos na LDO e investimento de fundos da EPTC em saúde e segurança

Discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias inicia nesta semana. O projeto deve ser votado e devolvido à Prefeitura até o dia 10 de outubro, definindo as metas e prioridades da administração municipal para 2017.

LDO em discussão
Discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias inicia nesta semana. O projeto deve ser votado e devolvido à Prefeitura até o dia 10 de outubro, definindo as metas e prioridades da administração municipal para 2017.

O vereador Clàudio Janta reforçou em tribuna, na sessão desta quarta-feira (24/8), a importância da análise do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), entregue pela Prefeitura ao Legislativo na última semana. Pedindo que os vereadores "debrucem-se com atenção" sobre o projeto, Janta enfatizou que as diretrizes estabelecidas na Lei, que define as metas e prioridades anuais da administração, serão determinantes para garantir recursos para projetos relacionados a saúde, educação e segurança pública.

Pelas nossas mãos, aprovamos o funcionamento das escolas em tempo integral e a abertura dos Postos de Saúde 24 horas que, aqueles que disputam a Prefeitura, sabem que terão o dever de executar. Então precisamos construir desde já a viabilidade, realocando recursos para essas duas áreas, além da Segurança Pública" enfatizou.
Cortes em publicidade e utilização de fundos da EPTC

Duas questões enfatizadas pelo vereador, a serem tratadas na discussão da LDO, são os gastos da Prefeitura em publicidade e a destinação de fundos arrecadados pela EPTC para investimentos em setores deficientes, como saúde e segurança.

Enquanto sinaliza pela aprovação de uma regulamentação flexível no transporte individual, a EPTC fatura com pardais, área azul, estacionamentos, além da gestão do transporte coletivo, seletivo e individual, publicidade e tudo que é referente ao trânsito e transporte. Tudo isso poderia reverter verbas para Saúde, Educação e Segurança" defendeu.

O projeto tramita em situação de pauta especial e deve ser debatido, votado e devolvido à Prefeitura até o dia 10 de outubro.

Comentários