Notícias

Janta pede que reforma tributária seja discutida na Câmara

Na ordem do dia desta quarta-feira (20/3) foi aprovada pelos vereadores a Frente Parlamentar da Reforma Política, proposta pela vereadora Jussara Cony (PCdoB). Apoiando a iniciativa, Janta destacou a importância de se discutir o tema na esfera do Legislativo Municipal e pediu que reforma tributária também receba a mesma atenção.

Reforma tributária
Na ordem do dia desta quarta-feira (20/3) foi aprovada pelos vereadores a Frente Parlamentar da Reforma Política, proposta pela vereadora Jussara Cony (PCdoB). Apoiando a iniciativa, Janta destacou a importância de se discutir o tema na esfera do Legislativo Municipal e pediu que reforma tributária também receba a mesma atenção.

Manifestando-se na tribuna, o sindicalista e vereador afirmou que o tema deve ganhar mais espaço nas Câmaras de Vereadores do país, pelo fato de a questão incidir diretamente sobre o cidadão. Exemplificando, Janta mencionou o custo da cesta básica que, mesmo após as retirada dos impostos federais sobre todos os produtos, ainda irá ficar mais cara.

É inadmissível que mesmo com isenções dadas por Dilma a cesta básica ainda vá subir 6% criticou.

Conforme o representante dos trabalhadores, os legisladores devem pressionar pela rediscussão dos incentivos, isenções e investimentos do governo. Lembrando a mobilização unitária ocorrida no ano passado, onde empresários e trabalhadores marcharam juntos contra a desindustrialização, Janta cobrou que medidas tragam benefícios para todos os setores.

O governo federal já recebeu os empresários 72 vezes, já disponibilizou 15 pacotes beneficiando a indústria numa soma de 33 bilhões. Mesmo assim, conforme pesquisa da Fiesp, não será investido nenhum centavo em qualificação e geração de emprego e renda afirmou Clàudio Janta.

Comentários