Notícias

Janta pede reforço na segurança das Unidades de Saúde na apresentação de relatório de gestão

O vereador do Solidariedade integrou a reunião da Cosmam que contou com a presença do secretário municipal da Saúde, Fernando Ritter. Ele lembrou episódios de violência no PACS e pediu reforços na segurança.

Relatório de Gestão da Saúde
O vereador do Solidariedade integrou a reunião da Cosmam que contou com a presença do secretário municipal da Saúde, Fernando Ritter. Ele lembrou episódios de violência no PACS e pediu reforços na segurança.

O vereador Clàudio Janta participou, na manhã desta terça-feira (29/9), da audiência pública realizada pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) da Câmara Municipal de Porto Alegre, para apresentação do relatório de gestão de saúde do segundo quadrimestre deste ano. Os dados foram apresentados pelo secretário municipal da Saúde, Fernando Ritter, a quem Janta fez um alerta em relação à segurança.

Temos projetos aqui na Câmara Municipal que tratam da internação envolvendo pacientes criminosos e chama a atenção que o Pronto-Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS) não ofereça condição nenhuma. Entendemos que a cidade vive um caos, mas é preciso que haja uma reformulação da estrutura de segurança no PACS, que exige condições para atender frente a situações como esta, assim como também na Bom Jesus e Assis Brasil" avaliou o vereador.

Janta também comentou em relação a falta de repasses vivida no setor e afirmou que a Câmara "se soma à Secretaria para reforçar a luta pela verba" e defendeu, em relação a realização de novos concursos públicos, que seja dada prioridade aos aprovados no CP nº 470, cujos candidatos ainda aguardam nomeação para vagas de técnico de enfermagem.

O relatório

Na atenção primária em saúde, informou, a Secretaria iniciou um processo para eliminar, gradativamente, o atendimento pelo critério da ordem de chegada dos pacientes ao posto. “Do total de equipes, 70,9% já aboliram completamente esse método.” Ele também destacou que, pelos novos critérios adotados, os atendimentos domiciliares – antes denominados como visitas domiciliares – passaram a ser feitos exclusivamente por agentes de saúde. “Agora, a abordagem da visita é direcionada ao paciente. Antes, o agente poderia contatar qualquer morador do domicílio, na ausência do paciente.”

Neste segundo quadrimestre, a SMS disponibilizou 282 óculos a crianças e adolescentes pelo programa Porto Olhar Alegre. O relatório apresentado pelo secretário ainda trata de dados sobre temas como: prevenção e detecção do câncer de mama nas mulheres; partos e atendimentos à gestante; consultas médicas básicas para a população idosa; programa de conscientização sobre violência contra idosos; testes rápidos de HIV e para sífilis; teste rápido e vacinação contra hepatites; combate à coinfecção tuberculose por HIV; combate à dengue com capacitação para multiplicadores; vigilância de alimentos, saúde bucal, atendimento em saúde mental, consultas especializadas, internações hospitalares, melhoria da infraestrutura e informatização dos postos de saúde, implantação do sistema eletrônico e-SUS, distribuição de medicamentos e campanhas contra o tabagismo e pelo uso racional dos medicamentos.

Ritter citou que o sistema de marcação de consultas também deverá ser modernizado, com a substituição do sistema Argus por um novo processo. “Porto Alegre será a primeira capital brasileira a ter 100% do e-SUS implantado e será referência no país.”

*Com informações CMPA

Comentários