Notícias

Janta reforça lutas dos trabalhadores em homenagem

A Câmara Municipal de Porto Alegre dedicou o período de Comunicações da sessão ordinária desta quinta-feira (24/4), para homenagear o Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de maio. Proposto pelo vereador Clàudio Janta, do Solidariedade, o ato contou com a participação da Força Sindical, da Federação dos Comerciários da Força Sindical (Fetracos) e de vários sindicatos.

Dia do Trabalhador
A Câmara Municipal de Porto Alegre dedicou o período de Comunicações da sessão ordinária desta quinta-feira (24/4), para homenagear o Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de maio. Proposto pelo vereador Clàudio Janta, do Solidariedade, o ato contou com a participação da Força Sindical, da Federação dos Comerciários da Força Sindical (Fetracos) e de vários sindicatos.

A Câmara Municipal de Porto Alegre dedicou o período de Comunicações da sessão ordinária desta quinta-feira (24/4), para homenagear o Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de maio. Proposto pelo vereador Clàudio Janta, do Solidariedade, o ato contou com a presença do presidente em exercício da Força Sindical, Marcelo Furtado; do diretor da Federação dos Comerciários da Força Sindical (Fetracos), Luis Carlos Barbosa. A secretária municipal do Trabalho e Emprego, Luiza Neves, também participou da solenidade.

Janta destacou que existem alguns pontos a ser comemorados, como a elevação do salário mínimo, mas que reivindicações importantes continuam, como o reajuste na tabela do Imposto de Renda, o fim do fator previdenciário e a aprovação da PEC 300, que garante um salário digno para brigadianos e policiais civis.

O Brasil só será um país que respeita o trabalhador quando houver uma revisão tributária profunda. Quando uma família não tiver que pagar 15% da sua renda como imposto, enquanto é obrigado a procurar serviço particulares de saúde e educação; quando deixarmos de ser vítimas da inflação, que agora nos arrocha com uma alta abusiva de 28% na nossa conta de luz. Talvez este seja um momento em que não tenhamos muito a comemorar, mas é um momento de reflexão e de ver que temos muito a reivindicar" declarou.

O presidente em exercício da Força Sindical-RS, Marcelo Furtado, afirmou que as centrais sindicais têm compromisso com a sociedade e, atualmente, não se preocupam apenas com o salário dos trabalhadores, mas também com qualidade de vida de todos eles. Entre as principais reivindicações em pauta, segundo Furtado, estão a de um transporte coletivo com mais qualidade, a criação de mais creches para os filhos dos trabalhadores e a implementação de escolas de turno integral na rede pública. Também destacou a luta por políticas para a melhoria da segurança pública e da saúde no país, com a abertura dos postos de saúde durante as 24 horas do dia. "Queremos homenagear todos os sindicalistas, que muitas vezes deixam suas famílias para defender os trabalhadores em seus postos de trabalho."

Já o diretor da Fetracos, Luis Carlos Barbosa, destacou que o 1º de maio não se destinava apenas a comemorações, mas também deve significar um dia de protestos e de lutas, para combater a falta de políticas de saúde para os trabalhadores de baixa renda. "O trabalhador não pode adoecer nos finais de semana, pois os postos de saúde estão fechados." Barbosa defendeu ainda o fim do fator previdenciário, uma política para os aposentados e a correção pela inflação do benefício do seguro desemprego.

A sessão também foi prestigiada por vários parlamentares, que acompanharam a homenagem. Manifestaram-se durante a solenidade os vereadores Dr. Thiago Duarte (PDT), Delegado Cleiton (PDT), Bernardino Vendruscolo (PROS), Waldir Canal (PRB), Mario Fraga (PDT), Tarciso Flecha Negra (PSD), Lourdes Sprenger (PMDB) e Reginaldo Pujol (DEM).

Comentários