Notícias

Moção de solidariedade aos trabalhadores da Iesa é aprovada na Câmara

A luta pelos trabalhadores da Iesa Óleo e Gás, em Charqueadas, foi tema da moção de solidariedade aprovada na Câmara Municipal durante a sessão plenária ocorrida na segunda-feira (15).

Moção
A luta pelos trabalhadores da Iesa Óleo e Gás, em Charqueadas, foi tema da moção de solidariedade aprovada na Câmara Municipal durante a sessão plenária ocorrida na segunda-feira (15).

O sindicalista e vereador, Clàudio Janta, autor da moção, pediu justiça na apuração dos escândalos de corrupção envolvendo a estatal e alertou que já são 5 mil desempregados na empresa.

“As demissões vão gerar mais de 600 milhões de indenizações na Justiça do trabalho. Aí a gente percebe que a corda, mais uma vez, arrebentou do lado mais fraco, assim como aconteceu na questão dos bingos.

Assistimos um soldador, um pai de família ficar desempregado enquanto Graça Foster continua no seu cargo”, frisou.

Conforme o vereador, a Moção visa apoiar os trabalhadores demitidos pela Iesa Óleo e Gás, que foram dispensados após o rompimento do contrato da empresa com a Petrobras.

"Os trabalhadores não têm culpa do rompimento entre as duas empresas e não podem ser punidos por causa da irresponsabilidade dos gestores", afirmou Janta, que ressaltou ainda que a demissão destes trabalhadores vai contra os interesses da população e afeta diretamente a economia da cidade de Charqueadas.

Leia o documento na íntegra aqui: http://claudiojanta.com.br/noticias/4/47/solidariedade-aos-trabalhadores-demitidos-pela-iesa-rompimento-com-a-petrobras/mocao-de-solidariedade-trabalhadores-charqueadas.pdf

Comentários