Notícias

Projeto que altera limites de bairros é debatido com a comunidade na Cuthab

O projeto de lei 006/14, que altera os limites e cria novos bairros em Porto Alegre foi tema de discussão na Cuthab. Representantes de comunidades das zonas Sul, Extremo Sul e Norte contestaram itens e apresentaram sugestões.

Alteração dos limites de bairros
O projeto de lei 006/14, que altera os limites e cria novos bairros em Porto Alegre foi tema de discussão na Cuthab. Representantes de comunidades das zonas Sul, Extremo Sul e Norte contestaram itens e apresentaram sugestões.

O tema da reunião desta terça-feira (28/4), na Comissão de Urbanização, Transportes e Habitação (Cuthab) da Câmara Municipal de Porto Alegre, foi o Projeto de Lei do Executivo 006/14, que altera os limites dos bairros da cidade e estabelece a criação de pelo menos mais dois. A reunião contou com a participação da Secretaria Municipal de Urbanismo (Smurb) e de representantes de comunidades das zonas Norte, Sul e Extremo Sul.

Luiz Carlos Freitas, líder comunitário da região da Hípica, contestou o projeto, que divide o atual bairro, criando o Aberta dos Morros. "Defendemos os limites atuais. O projeto do Executivo divide a Hípica exatamente no coração do bairro", salientou Freitas.

Sérgio Amaral, representante dos moradores da região Cristal do Orçamento Participativo, afirmou que a comunidade não aceita os novos limites do bairro sugeridos pela Prefeitura. "Com as mudanças propostas, três equipamentos de extrema importância para o Cristal deixam de pertencer ao bairro: um posto de saúde, uma escola municipal e a sede do projeto CTSA".

Na Zona Norte a polêmica envolve a comunidade do Loteamento Habitacional Costa e Silva. Conforme a líder e conselheira do Eixo-Baltazar no OP, Laura Elisa Machado, os moradores querem que o futuro bairro Costa e Silva inclua, além do próprio conjunto habitacional, outras comunidades que surgiram no entorno ao longo dos anos. "A vontade da comunidade tem de ser ouvida. Não aceitaremos, por exemplo, mudança no nome do bairro."

Outra pendência nas comunidades da zona Norte é em relação às contrapartidas devidas pelos empreendimentos, como a Arena do Grêmio, que até agora não foram revertidas em obras para a região. Neste sentido, o vereador Clàudio Janta, do Solidariedade, demandou uma nova audiência para tratar especificamente das obras e demandas da região.

A partir da reunião de hoje, as reivindicações dos moradores serão compiladas pela comissão e devem gerar emendas ao projeto do Executivo.

Com informações CMPA

Comentários