Projetos

Repúdio a vereadores envolvidos em esquema

Clàudio Janta apresentou moção contra vereadores do Solidariedade de Parauapebas (PA), suspeitos de fraudar contratos do Legislativo.

APROVADO - Moção de Repúdio a vereadores
Clàudio Janta apresentou moção contra vereadores do Solidariedade de Parauapebas (PA), suspeitos de fraudar contratos do Legislativo.

O vereador Clàudio Janta, do Solidariedade, apresentou na última segunda-feira (22/6), uma Moção em Repúdio aos vereadores do seu partido, da cidade de Parauapebas (PA), suspeitos de envolvimento em esquema de corrupção que fraudava contratos da Câmara Municipal, conforme denúncia do Fantástico, no último dia 19. O vereador de Porto Alegre protocolou o documento e, ainda durante a sessão legislativa de segunda-feira, solicitou priorização para que a moção possa ser apreciada em breve pelo plenário.

É inadmissível tal postura e conduta de homens públicos e acredito que aqueles que partilham da mesma sigla partidária devem ser os primeiros a apontar desvios como este, portanto, em nome do Solidariedade, em nome da Câmara de Porto Alegre, apresentamos a moção repudiando atos como estes" justificou o vereador.

A denúncia

Em reportagem exibida no Fantástico do dia 21 de junho, foram apresentadas declarações desrespeitosas à população, feitas pelos vereadores em plena sessão legislativa. “O valor que o vereador ganha aqui, se ele não for corrupto, ele, não tenha nenhuma dúvida, que ele mal se sustenta durante o ano”, afirmou o vereador Odilon Rocha de Sanção.

Odilon é acusado de ser um dos principais operadores de um esquema de corrupção investigado pelo Ministério Público do Pará. O supermercado Baratão está no centro do esquema de corrupção. Segundo a investigação do Ministério Público, a Câmara de Vereadores de Parauapebas fez contratos fraudulentos com o Baratão, para fornecimento de gêneros alimentícios a preços milionários.

Josineto Feitosa de Oliveira, também do Solidariedade, é ex-presidente da Câmara. Segundo a investigação, o esquema de corrupção envolvia ainda contratos fraudulentos de aluguel de carros.

Pedido enviado a câmara

Nome Tamanho
mocao-de-repudio-vereadores-solidariedade.pdf 58 KB

Comentários