Notícias

Frente em Defesa dos Direitos do Autista inicia trabalhos em Porto Alegre

Proposta pelo vereador Claudio Janta (Solidariedade), a Frente visa estabelecer espaço de interlocução entre instituições, associações, familiares, órgãos competentes e o poder Legislativo para a identificação das demandas da população com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e discussão de propostas a fim de atendê-las.

Frente do Autismo
Proposta pelo vereador Claudio Janta (Solidariedade), a Frente visa estabelecer espaço de interlocução entre instituições, associações, familiares, órgãos competentes e o poder Legislativo para a identificação das demandas da população com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e discussão de propostas a fim de atendê-las.

A Câmara Municipal de Porto Alegre instalou, na tarde desta terça-feira (23/04), a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos do Autista. Proposta pelo vereador Claudio Janta (Solidariedade), a Frente visa estabelecer espaço de interlocução entre instituições, associações, familiares, órgãos competentes e o poder Legislativo para a identificação das demandas da população com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e discussão de propostas a fim de atendê-las.

Na primeira reunião, balizaram os debates as palestras conduzidas pela psicopedagoga e especialista em orientação profissional Evelise Kerkhowe e pela pesquisadora e autora de estudo sobre o ensino superior à distância como alternativa a estudantes com TEA, Dra. Aline Rullian Germann Woloski. Temas como a atenção às individualidades e a necessidade da qualificação para o ensino de pessoas com TEA e a necessidade do estímulo da autonomia, desde a fase escolar, visando a inserção no mercado de trabalho foram alguns dos pontos de destaque.

A necessidade da implementação do Censo de Inclusão do Autista para auxiliar no dimensionamento da população com TEA também foi reafirmada por entidades presentes no encontro inaugural da frente. Segundo o vereador Claudio Janta, a ideia é que a iniciativa seja viabilizada em parceria com Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com a Secretaria Municipal de Educação (Smed) e com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (Smdse), de acordo com a Lei Municipal 12.516/19, de sua autoria, promulgada em fevereiro deste ano. "Temos a convicção da necessidade de envolvermos múltiplos órgãos para viabilizar o Censo e as demandas apresentadas nesta comissão, que será o espaço para discutirmos essa realidade e trabalharmos soluções", afirmou.

O ato de instalação foi aberto ao público em geral e contou com a presença de representantes da sociedade e do Estado. Estiveram presentes o vereador Nelcir Tessaro (DEM), representantes dos deputados estaduais Neri, o Carteiro (Solidariedade) e Liziane Bayer (PSB), do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (COEPEDE), Instituto Autismo e Vida, Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no RS (FADERS), Residencial Terapêutico Viver, além de representantes dos municípios de Guaíba e Cachoeirinha. A próxima reunião está agendada para o dia 7 de maio.

Comentários